Visitantes por país

Free counters!

domingo, 20 de maio de 2012

Balanço de um ano

Por Joaquim Maia Neto
Na próxima terça-feira, dia 22 de maio, o “Opinião Sustentável” completa um ano de existência. Em comemoração à data, permitam-me quebrar a regra. Hoje, ao invés de um artigo tradicional, publico um balanço relembrando os pontos altos desta pequena jornada, construída a cada domingo.
O blog surgiu a partir da vontade de tornar públicas algumas opiniões e do gosto por escrever, além da necessidade de tentar contribuir para a informação e reflexão das pessoas e, talvez, fazer com que algumas delas mudem de atitude. Amigos, parentes e colegas de trabalho foram e continuam sendo grandes incentivadores e motivadores, assim como aqueles que postam seus comentários ou mandam e-mails discutindo algo que tenha despertado interesse. Escrever o blog é uma espécie de engajamento, de militância. Foi uma forma que encontrei de dar alguma contribuição à sociedade, debatendo idéias e temas que julgo serem importantes. O foco maior é a área ambiental, na qual milito há muito tempo e sobre a qual tenho algum conhecimento que posso compartilhar, mas em algumas oportunidades ousei falar sobre outros assuntos que me interessam.
A política costuma permear os textos, especialmente a política ambiental. Não há como fugir disso, uma vez que as decisões políticas interferem não apenas no meio ambiente, mas em tudo na nossa vida. Acho importante acompanhar o que ocorre nas esferas de poder. É uma forma de estarmos preparados para cobrar dos nossos representantes que tenham posturas de interesse público. O tom crítico é comum, até porque procuro apresentar análises dos acontecimentos e não apenas textos meramente informativos.
Quando criei o blog, o fiz de maneira despretensiosa. Esperava alcançar apenas pessoas com as quais eu tenho ou já tive contato. Para a minha surpresa o alcance foi muito além do esperado, o que aumentou bastante a minha responsabilidade. Não que seja um “campeão de audiência”. Não é. Mas é muito mais lido do que eu jamais pensei. Ao longo de um ano, juntaram-se ao blog 89 seguidores. Até este momento, em que escrevo o artigo, foram 28.842 acessos, o que dá uma média de quase 80 acessos diários.
Para quem não sabe, é possível acompanhar detalhadamente as estatísticas de acesso. Alguns artigos surpreendem, positivamente ou não. Às vezes escrevo achando que o tema atrairá a atenção de muitos e isso não acontece. Outras vezes, textos que escrevo acreditando serem “só para mim”, acabam “bombando”. O post campeão é “Globalização e meio ambiente”, publicado em fevereiro. De cunho bastante político, é um dos que eu não esperava ter tanta audiência, mas que tem mantido uma grande regularidade de acessos, ultrapassando o segundo colocado há pouco tempo. A história do segundo é bem diferente. O texto vice-campeão é “Golpe baixo”, um artigo que escrevi no fim do ano passado criticando uma matéria de capa da Revista Veja que atacava o Movimento Gota D’Água, criado no âmbito da luta contra a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. O artigo foi divulgado na página do movimento no Facebook e em poucos dias rendeu ao “Opinião” milhares de acessos. Hoje ele quase não é acessado, mas permanece em segundo lugar devido ao acesso concentrado logo após a sua publicação. Entre os campeões de acesso há ainda outro de pico (Se o IBAMA não deixa matar as florestas, matemos o IBAMA!) e outro com muita regularidade, bastante acessado até hoje (Financiamento e desafios da educação brasileira). Estes quatro artigos podem ser considerados fora da curva normal de acesso do blog. Despertaram interesse acima do normal.
Entre os artigos de audiência normal, o campeão, na realidade o quinto colocado na classificação geral, é um artigo que escrevi para ajudar um movimento na minha região de origem, que lutava contra a construção de pequenas centrais hidrelétricas que fariam desaparecer a Cachoeira do Talhadão, um patrimônio natural e turístico regional (As PCHs do Rio Turvo e o movimento ambientalista). Há cerca de dois meses o movimento foi vitorioso, pois o governo de São Paulo decidiu negar a licença ambiental para o empreendimento, uma vitória da sociedade local.
Importantes parcerias fortaleceram o blog. Uma delas foi com o site “O Eco”, que reproduziu dois artigos do “Opinião Sustentável: “A renúncia da União na gestão ambiental brasileira” e “Mais um parque retalhado: Serra da Canastra – o berço do São Francisco”. Outra grande parceria foi com a Regional Latinoamericana de la Unión Internacional de Trabajadores de la Alimentación, Agrícolas, Hoteles, Restaurantes, Tabaco y Afines (Rel-UITA), que publicou quatro artigos sobre o Código Florestal, sendo o último deles “Por que Dilma deve vetar todo o novo Código Florestal?”. Essas parcerias deram visibilidade ao blog, tornando-o conhecido por leitores de outras mídias.
No ano passado o “Opinião” ficou entre os 100 finalistas do prêmio Top Blog 2011, categoria sustentabilidade. Outra grata surpresa, uma vez que a inscrição foi feita apenas para divulgar o blog
Voltando às estatísticas, Google e Facebook foram grandes “parceiros” do “Opinião Sustentável”. Por meio das buscas e dos compartilhamentos na rede social, milhares de pessoas tiveram acesso ao conteúdo do blog. Outros blogs e sites reproduziram nosso conteúdo, citando sempre a fonte, o que foi muito bom. Dessa forma o “Opinião” ajudou e foi ajudado. Mais de cinquenta países acessaram o blog, predominando, além do Brasil, EUA, Portugal, Alemanha, França, Canadá, Reino Unido, Espanha, Rússia e Japão, nesta ordem. Os acessos nos EUA superaram os de todos outros países somados, exceto Brasil.
Não é fácil manter a regularidade de um blog. Por vezes tive vontade de largar. Muitas vezes o sacrifício das horas de lazer, a falta de inspiração e o cansaço trazem algum desânimo. Mas a alegria de ter um espaço para compartilhar pensamentos é motivadora da disciplina. A regularidade é importante para manter o público. É gratificante ver um comentário, ou receber um e-mail dizendo que a leitura foi importante para um trabalho escolar. Até as críticas, mesmo as mais contundentes, são motivo de satisfação, pois ajudam o aprimoramento.
Meu muito obrigado a todos que de alguma forma contribuíram com este blog. São muitos. Há os seguidores, os assinantes, leitores eventuais, colegas de trabalho da ANTAQ, ICMBio e IBAMA. Há ainda os que “encomendam” textos, como quem pede uma música ao cantor, dando idéias bastante inspiradoras. Os amigos generosos, que divulgam e compartilham os artigos nas redes sociais. Os que publicam comentários e os que me escrevem. Minha família, que além de abrir mão de parte do nosso tempo de convivência para que eu me dedique ao blog, ainda ajuda na revisão de muitos textos. Todos constroem comigo o “Opinião Sustentável”, que apesar de modesto, cumpre o papel para o qual foi criado, tentando errar o mínimo possível.
Desculpem-me por não trazer nada de novo neste post. Para mim é importante registrar a comemoração, contando com a paciência de vocês leitores, motivo maior da existência do blog.

Um comentário:

  1. PARABÉNS SEU BLOG FAZ PARTE DA REDE DE BLOGUEIROS AMBIENTAIS QUE TENTAM DESPERTAR NA HUMANIDADE A DIGNIDADE AMBIENTAL...


    ASS.
    Blog. www.folhasegente.blogspot.com

    ResponderExcluir